Passaporte italiano na Itália

Dicas essenciais para tirar o passaporte italiano na Itália economizando tempo e dinheiro

 

Passaporte Italiano na ItáliaAntes de começar a reunir os documentos necessários ao processo de cidadania italiana é importante que você tenha em mente que o pedido demora cerca de 15 anos para ser atendido pelo Consulado Italiano de São Paulo, o que com certeza não é nada encorajador.

A alternativa atual para quem deseja ter em mãos o passaporte italiano em tempo breve é aquela de fazer o pedido diretamente na Itália apresentando os documentos junto a prefeitura de uma cidade italiana qualquer. Realizando o pedido desta forma você evita a longa espera de muitos anos no Consulado Italiano em SP e consegue o reconhecimento em cerca de 90 dias.

Mas como realizar o pedido na Itália economizando tempo e dinheiro?

Pedido de cidadania italiana na Itália economizando tempo e dinheiro

Antes de passar algumas dicas importantes sobre como economizar tempo e dinheiro na Itália é preciso lembrar que mesmo tirando seu passaporte europeu diretamente na Itália você não vai escapar do Consulado Italiano de SP por completo já que antes de sua viagem será necessário legalizar as certidões de seu processo.

As certidões brasileiras precisam receber este carimbo do Consulado Italiano no Brasil (a chamada legalização consular) para que possam ser aceitos por outras autoridades italianas fora de nosso país, por exemplo pela prefeitura (ou comune) na Itália. Sem este carimbo os documentos não são válidos e não será possível completar o procedimento com sucesso.

Portanto a economia de tempo e dinheiro na Itália começa pelo Brasil na correta preparação dos documentos. Algo comum para muitos descendentes de italianos que começam a reunir as certidões do processo de cidadania italiana é encontrar erros nos documentos, principalmente na grafia dos nomes.

Uma boa dica é que depois de reunir os documentos, antes de traduzir, reconhecer firma ou mesmo corrigir, é tentar verificar se os documentos poderiam ser aceitos mesmo com os pequenos erros nas certidões. Se for possível apresentar o processo sem ter que corrigir as certidões através de um advogado você estará economizando cerca de 3 mil reais e pelo menos 6 meses de tempo no processo.

Você pode tentar entrar em contato com o comune de seu interesse na Itália e explicar os erros ou mesmo contar com a ajuda de uma empresa de assessoria, apesar de desta forma ficar limitado à cidade onde trabalha o assessor. Muitas empresas de assessoria oferecem este serviço gratuitamente, se você escolher uma empresa séria e com experiência você vai obter uma resposta segura.

Falando em empresas de assessoria, qual o modo mais econômico de realizar o processo?

Cidadania Italiana na Itália com ou sem assessoria?

O modo mais econômico de fazer a cidadania italiana na Itália é se você fizer obviamente sem precisar pagar por uma empresa de assessoria, entretanto para poder realizar a prática você precisa ter um amigo ou parente que lhe dê a hospedagem na Itália caso contrário pode não valer a pena.

Se você conseguir um local para morar você vai poder se inscrever como residente no comune e assim dar continuidade ao seu requerimento de cidadania italiana na Itália sem problemas. Ir sozinho e alugar um imóvel por conta própria é aconselhável apenas para aqueles que desejam permanecer na Itália por pelo menos 1 ano já que precisarão assinar um contrato de aluguel de pelo menos 10 meses com o locatário e o depósito de caução pago no início (3 meses de aluguel) fica retido até o final do contrato.

Você pode ver que se você alugar um apartamento de 600 euros você vai precisar de 4 aluguéis apenas para entrar na casa (3 para o depósito que fica retido até o final do contrato e mais 1 adiantado).

Qual o modo mais caro de tirar o passaporte italiano na Itália?

A forma mais CARA de tirar o passaporte italiano na Itália é fazer o processo com ajuda de uma assessoria e permanecer na Itália durante todo o processo, ou seja por cerca de 3 meses. Além de pagar pelos serviços da empresa contratada você também estará na Itália gastando em euros e sem poder trabalhar até a conclusão do procedimento.

Inclua nos gastos portanto: passagem aérea, honorários da assessoria e mais despesas pessoais na europa durante 3 meses!  Você pode ver que o projeto de reconhecimento da sua cidadania italiana começa a ficar caro principalmente porque na Itália será difícil manter um controle de gastos eficiente.

Qual a melhor alternativa atual para fazer a cidadania italiana na Itália?

Atualmente a melhor alternativa é fazer o processo por procuração: você viaja para a Itália e permanece apenas cerca de 2 semanas, depois retorna às suas atividades no Brasil e aguarda a conclusão da prática. No final do processo você não precisa retornar à Itália já que pode receber a sua dupla nacionalidade junto ao Consulado Italiano de SP.

Porém cuidado: ao escolher realizar o processo desta forma você precisa escolher uma empresa séria, que esteja devidamente registrada junto aos órgãos italianos (que possua a PARTITA IVA, ou seja o CNPJ italiano) e que lhe forneça um orçamento claro do que está ou não incluído nos serviços.

Algumas empresas escondem valores e a pessoa acaba descobrindo apenas depois que precisa continuar pagando aluguel, contas de água, luz e condomínio na Itália mesmo não estando mais por lá.  Também evite pagar qualquer valor adiantado, pague apenas quando chegar na Itália e apenas depois de verificar que o imóvel de sua residência foi preparado corretamente.

O número de empresas no mercado que possui pelo menos mais de 5 anos de experiência e uma boa reputação entre os clientes se pode contar nos dedos, atualmente empresas como Polentona Cidadania Italiana, Ferrara ou Saga lideram o mercado e apresentam bons pacotes no norte da Itália onde a burocracia funciona muito melhor.

Entre estas destacamos o Polentona que além de quase 10 anos de experiência oferece uma análise gratuita dos documentos e pagamento apenas na Itália, para mais informações sobre valores do processo por favor clique aqui

 

 

 

Next post: